Los Angeles [EUA] Big Bear Lake, Esquiar na Califórnia

Esquiar na Califórnia ou Nevada é boa opção para o esporte de inverno. Citamos os dois estados americanos juntos porque há grande número de estações na fronteira dos dois estados, em particular, no entorno de Lake Tahoe.

Para procurar uma estação de esqui na Califórnia, o site mountainvertical.com oferece uma boa lista. Eu pesquisei, com ajuda do Google Maps, a localização das estações da região. Se você quer ir numa estação de verdade na Califórnia, opte pelas localizadas junto a Lake Tahoe ou a grande Mammoth Lakes. O problema é que estas estações são distantes. Estão a mais de 5 horas de carro a partir de Los Angeles ou São Francisco. Para ver a neve perto de LA temos algumas poucas opções. A mais perto é a pequena Big Bear, a 2h30min de Los Angeles. Continue lendo “Los Angeles [EUA] Big Bear Lake, Esquiar na Califórnia”

Los Angeles [EUA] Museus: LACMA

O Los Angeles County Museum of Fine Arts conquista o visitante pela sua arquitetura moderna e aconchegante. A instalação (esta pedra caindo na passarela) na sua entrada é uma marca registrada. Imagino quanto deve ocupar todos gigabytes de fotos que obrigatoriamente tiramos dessa obra. O estacionamento custa 5 dólares. A entrada, com direito às exposições especiais, custa 25 dólares. O museu fecha às 4as feiras. A foto abaixo mostra parte da obra Luz Urbana (Urban Light), que fica na porta do museu e é composta por 202 postes de luz restaurados e colocados um junto ao outro. O efeito é muito bonito. E tome de tirar fotografia.

Dica: Nao deixe de subir ao 3o andar (uma escada rolante vermelha perto das bilheterias e restaurantes). Lá de cima podemos ver ao longe o grande letreiro Hollywood encravado na montanha. O elevador alternativo à escada é uma obra de arte que merece ser usada/apreciada.

No interior de um dos prédios, a arquitetura se confunde com uma obra de grande porte. Ué, arquitetura boa costuma ser obrade grande porte, né?

Suas exposições são de muito bom gosto. Peguei uma bela Luz e Sombra de Caravaggio, com belos exemplos do estilo inaugurado pelo agitado pintor.

Uma outra, sobre Stanley Kubrick, traz boa visão da obra variada e rigorosa do autor de Lolita, Spartacus, 2001 Uma Odisséia no Espaço, Laranja Mecânica e O Iluminado.

Quer mais? Uma exposição do desafiador fotógrafo Mapplethorpe completam as opções do cardápio do dia no museu neste final de dezembro de 2012.

Os bistrôs na área externa do museu são boas opções para uma refeição. Uma taça de vinho com pizza é boa pedida no Ray´s.

Los Angeles [EUA] Museus: Getty Center

A primeira indicação é o Getty Center. Sua localização no alto de uma das colinas da cidade o recomenda para uma visita ao pôr do sol para apreciar a vista da cidade do alto.

O museu é grátis, mas o estacionamento custa 15 dólares. Pega-se um trenzinho para ir do estacionamento ao museu. O conjunto de prédios do Centro é de encher os olhos.

A coleção de impressionistas é espetacular. Fiz uma conta por alto (quer dizer, por baixo), na sala em que eu estava, parecia haver cerca de um bilhão de dólares em quadros. Tinha Van Gogh, Cézanne, Manet, Rafael, uma festa. Não sei como deixam aqueles quadros sem proteção. Vai que aparece um maluco. Huum… Talvez os quadros não sejam verdadeiros.

As exposições temporárias completam a graça do lugar. Imperdível. Tinha fotografias de Mapplethorpe, que a cidade está festejando neste ano.

O quadro abaixo Irises (Flor-de-Lis), 1889, de Van Gogg, que ele pintou já na temporada no asilo onde se auto-internou em Saint Rémy, é dos que chamam atenção. Suas cópias vendem que nem panqueca na loja do museu.

A beleza das escadas permite alguma pretensão na foto.

Los Angeles [EUA] Hollywood

Pra começar, fui na Calçada da Fama e Teatro Chinês. o estacionamento por ali é difícil ou é caro. Fui pelo caro, paguei US$20 e estacionei a 50m do Teatro Chinês. A frente do dito teatro é uma bagunça só. Um bando de turistas sem saber bem o que vieram fazer ali. Pessoas se caracterizam de personagens famosos, como Homem Aranha e Mulher Maravilha, e ficam cobrando para fotos. Emocionante! Continue lendo “Los Angeles [EUA] Hollywood”

Los Angeles [EUA] Santa Monica, Rodovia 1 e Outlet Premium

Por questões geográficas, juntei programa de visita turística com ir às compras. Deu certo. Comecei cedo pelo Píer Santa Mônica, ponto clássico para os visitantes comparecerem. Ali, além do píer, tem um aquário e um parque de diversões. A vista é bonita e o lugar foi planejado para ocupar o turista por um par de horas. O estacionamento custa 6 dólares. Fotos, fotos, fotos. Se você for um turista radical, cabe uma refeição num dos restaurantes do complexo. Falam bem do Santa Monica Museum of Art. Não tive tempo, estava de passagem para o norte.

Segui dali para o norte na Rodovia 1, em direção a São Francisco, passando pela famosa praia de Malibu. Esta estrada dá o gostinho do que pode ser a viagem de carro de Los Angeles a São Francisco (ou vice-versa).

Logo depois de Malibu, desviamos para o interior para chegar ao Outlet Premium de Camarillo e fazer as compritas básicas da viagem. O lugar estava cheio e, é claro, os brasileiros circulavam com desenvoltura nas lojas e nos provadores. Dica: Não esqueça de imprimir a lista de descontos. Procure estacionar perto do do escritório da administração e vá lá pegar um catálogo com lista de descontos. Mesmo com o dólar subindo, estava em R$2,20 quando fiz esta viagem, com os descontos oferecidos, algumas coisas saem bem em conta.

Los Angeles [EUA] Universal Studios

Visitar um parque é programa indicado para a visita à cidade. Se tiver com crianças, não há dúvida. Tem uma Disneyworld (a original) e a visita à Paramount, focada em ver os estúdios onde são gravadas as séries. A Universal Studios, que elegi nesta minha visita, mistura o conceito de parque com a magia do cinema. Continue lendo “Los Angeles [EUA] Universal Studios”

Los Angeles roteiro 5 dias

É uma viagem rápida, mas permite dar uma olhada no básico de LA. É chegar num dia, passar cinco dias na cidade e partir no sétimo dia. Nossa proposta de roteiro para LA contempla passeios conservadores, como ir ao Universal Studios. Mas considera uma excursão mais radical: tirar um dia para ir à estação de esqui perto da cidade. LA não tem a beleza de uma São Francisco, mas o charme de Hollywood paira sobre a cidade. Continue lendo “Los Angeles roteiro 5 dias”

Mammoth Lakes [USA] California

Mammoth Lakes

Cadernos de viagem de jornais funcionam. Eu ia para São Francisco, esbarrei numa matéria no caderno Boa Viagem (de O Globo) sobre uma estação de esqui na California. Era a tal Mammoth Lakes. Uma enorme e bem equipada estação de esqui. Fica a 7 horas de carro de São Francisco. Não se enganem com a estrada mostrada nos mapas. Veja no GoogleMaps. Durante a temporada de neve, a passagem que atravessa a Serra Nevada pelo Parque Yosemite fica fechada. Só abre em maio. O caminho nesta época é pela highway 80 passando por Lake Tahoe (veja o mapa). De Las Vegas, dá umas 5 horas. É longe, mas nos carros confortáveis e em estradas construídas para serem lisas e durarem, a viagem é um prazer. Também há vôos das cidades maiores direto para o aeroporto de Mammoth Lakes. Outra vantagem da estação é ser perto (90 min) do belíssimo Parque Yosemite. É passeio inesquecível apreciar este conjunto de paredões com belíssimas quedas d´água.

A estação tem duas características importantes. Como a região onde fica é alta, a neve se mantem em boas condições e o esqui vai até tarde no ano. No início de maio ainda rola o esporte com boa neve. Ou seja, o brasileiro pode passar a Semana Santa esquiando por lá. Que tal planejar uma viagem? Outra qualidade de Mammoth é a grande quantidade de pistas para iniciantes (pistas verdes e azuis), que permitem aos menos treinados brasileiros se divertirem na prática do esporte de inverno. Continue lendo “Mammoth Lakes [USA] California”

roteiro: Central Park Oeste

voltar ao índice Nova York

O passeio pelo lado Leste do parque foi visto em outro artigo. Vejamos o lado Oeste, região famosa pelo charme das residências de famosos e ricos e aqueles que combinam as duas coisas.


Visualizar Central Park Oeste em um mapa maior

Uma possibilidade é começar no Columbus Circle, onde se destaca interessante shopping center com lojas famosas. Vale uma passada, em particular, para os consumidores profissionais.

A partir dessa praça com obelisco, há várias opções. Pode-se entrar no parque, ou seguir pela Central Park West, apreciando o parque do lado direito e observando os edifícios de luxo que há por ali. Optamos por terceira solução: seguimos pela Broadway andando até o Lincoln Center. Bonito prédio que abriga a Ópera da Cidade de Nova York. Eu soube que Woody Allen faz jeito de descolado, mas paga cerca de US$200 mil por ano para garantir lugar neste teatro. Não é chique?

Depois do Lincoln Center, seguindo pela Broadway, na altura da 67th, chegamos à loja mais bonita da Apple. Bom lugar para literalmente pagarmos nossos tributos ao legado de Steve Jobs. Em frente, fica o prédio do Imax, aquele cinema de tela grande para ver filmes com sensação de participar da paisagem. Depois, numa estirada, há um passeio que se torna clássico a cada dia, que é ir até a 80th (já tem gente cansada aí) visitar a delicatessen Zabar. A loja dá fome. Recomendo comprar um bom queijo e fazer sanduíches.

Bem, façamos o retorno. Descendo a 80th na direção do Central Park, vamos bater nos fundos do Museu de História Natural. Quem viu o filme “Uma Noite no Museu” e gostou não pode perder a visita. Quem não viu deve visitar também. O museu é gigantesco. Selecione o tipo de assunto que lhe interessa e gaste mais tempo nele. Saindo do museu, dobre à direita na 77th. Você pode achar que está rodando em círculos. Realmente está. Mas é apenas a quadra do museu. Esta sugestão é para quem quer experimentar um bom sorvete. Na esquina com Columbus Avenue há a loja de sorvetes Shake Shack. As filas na porta são o indicador de a casa é de qualidade. Para quem gosta de um restaurante, na diagonal da rua, há o Isabella´s. Bom lugar. Enche para o povo comer saladas junto à calçada. De noite, é lugar com charme. Necessário reservar. Depois do sorvete, retornamos pela 77th até a Central Park Avenue para continuarmos o caminho de volta ao Lincoln Center. O roteiro não necessariamente precisa ser circular, mas desenhamos assim. Na esquina de Central Park com 72th está o Edifício Dakota, prédio em estilo gótico que nosso pendão por turismo mórbido exige ver onde morava John Lennon.

Fotos, olhares cúmplices trocados com os outros turistas, e podemos entrar no Central Park para completar o passeio por dentro do parque, seguindo pela West Drive. Passamos pelo grande gramado tantas vezes filmado com o povo tomando sol no verão de NY. Uma saída para direita e estamos novamente no Columbus Circle, fim de nosso roteiro.